O Que É Pessário Na Gravidez

O pessário é um dispositivo utilizado na medicina obstétrica para o tratamento de algumas condições durante a gravidez. Ele tem como objetivo principal auxiliar na sustentação do colo do útero, prevenindo o seu encurtamento prematuro e o consequente parto prematuro. Além disso, o pessário também pode ser utilizado para posicionar corretamente a placenta em casos de placenta prévia, melhorando a circulação sanguínea para o bebê. Neste artigo, exploraremos mais sobre o que é o pessário na gravidez, como é utilizado e quais são os seus benefícios e possíveis complicações.

Quando o pessário é indicado?

O pessário é um dispositivo médico utilizado durante a gravidez para auxiliar no tratamento de algumas condições específicas. É importante destacar que o seu uso deve ser sempre indicado pelo médico responsável, levando em consideração o quadro clínico da gestante.

Indicações do pessário na gravidez:

  1. Insuficiência cervical: O pessário pode ser utilizado em casos de insuficiência cervical, que ocorre quando o colo do útero é fraco ou incapaz de suportar o peso do bebê em desenvolvimento. Nesses casos, o dispositivo é inserido na vagina para ajudar a sustentar o colo do útero e evitar a dilatação prematura.
  2. Estabilização de malformações uterinas: Algumas mulheres possuem malformações uterinas que podem causar complicações durante a gravidez. O uso do pessário pode ajudar a estabilizar essas malformações, garantindo um ambiente mais seguro para o desenvolvimento do feto.
  3. Correção de prolapso uterino: Em casos de prolapso uterino, em que o útero desce para a vagina, o pessário pode ser utilizado para reposicionar o órgão e aliviar os sintomas associados.

Contraindicações do pessário na gravidez:

  • Infecções vaginais: O pessário não deve ser utilizado em casos de infecções vaginais ativas, pois pode piorar a condição ou levar a complicações adicionais.
  • Alergia ao material do pessário: Alguns materiais utilizados na fabricação do pessário podem causar reações alérgicas em algumas mulheres. Nesses casos, o uso do dispositivo é contraindicado.
  • Placenta prévia: Em casos de placenta prévia, em que a placenta está posicionada de forma anormal obstruindo o colo do útero, o uso do pessário pode não ser adequado e deve ser evitado.

O pessário é uma opção terapêutica que pode ser utilizada em determinadas situações durante a gravidez. É essencial que a gestante esteja em constante acompanhamento médico para avaliar a necessidade e a viabilidade do uso do dispositivo em seu caso específico.

 

Leia também  Gravidez nas trompas aparece no exame de farmácia

Como é feita a colocação do pessário?

A colocação do pessário é um procedimento médico que pode ser realizado durante a gravidez para tratar o colo do útero curto ou outras condições que possam levar ao parto prematuro. O pessário é um dispositivo médico em forma de anel que é inserido na vagina para fornecer suporte ao colo do útero e, assim, ajudar a manter a gravidez.

Passo a passo da colocação do pessário:

  1. O médico irá preparar o paciente para o procedimento, explicando os detalhes e respondendo a quaisquer perguntas que possam surgir.
  2. O paciente será posicionado na posição adequada para a colocação do pessário, geralmente deitado em uma maca de exame ou cadeira ginecológica.
  3. O médico irá esterilizar as mãos e utilizar luvas descartáveis ​​para garantir a higiene durante o procedimento.
  4. O pessário será lubrificado para facilitar a inserção e minimizar o desconforto.
  5. O médico irá inserir o pessário na vagina, guiando-o cuidadosamente até chegar ao colo do útero.
  6. Uma vez que o pessário esteja no local correto, o médico irá verificar se está bem posicionado e confortável para a paciente.
  7. O médico fornecerá instruções sobre como cuidar do pessário adequadamente durante a gravidez, incluindo informações sobre higiene e limitações de atividade física.

É importante destacar que a colocação do pessário deve ser realizada por um profissional de saúde qualificado e devidamente treinado. Cada caso é único e requer uma avaliação médica individualizada. Portanto, siga sempre as orientações do seu médico.

Após a colocação do pessário, é essencial que a paciente faça acompanhamento regular com o médico para monitorar a eficácia do dispositivo e garantir a saúde da mãe e do bebê. Em alguns casos, pode ser necessário ajustar ou remover o pessário, de acordo com a evolução da gravidez.

É fundamental que a paciente comunique qualquer desconforto, dor, sangramento ou alteração nos sintomas ao médico imediatamente, para que seja feita uma avaliação adequada.

 

Como colocar o pessário gestante?

O pessário gestante é um dispositivo utilizado durante a gravidez para auxiliar no suporte do colo do útero, prevenindo ou tratando complicações relacionadas à gestação. Neste artigo, explicaremos passo a passo como colocar corretamente o pessário gestante.

Leia também  Sintomas de gravidez tomando mesigyna

Passo 1: Higienização das mãos

O primeiro passo antes de colocar o pessário gestante é garantir a higienização adequada das mãos. Lave bem as mãos com água e sabão antes de iniciar o procedimento.

Passo 2: Posição adequada

Para facilitar a colocação do pessário gestante, é recomendado que a gestante esteja em posição deitada, com as pernas levemente flexionadas.

Passo 3: Lubrificação

Utilize um lubrificante vaginal recomendado pelo seu médico para facilitar a inserção do pessário gestante. Certifique-se de aplicar uma quantidade adequada na ponta do dispositivo.

Passo 4: Inserção do pessário

Com cuidado, insira o pessário gestante na vagina, empurrando-o suavemente até que esteja posicionado corretamente no colo do útero. É importante seguir as instruções do seu médico em relação à profundidade correta de inserção.

Passo 5: Verificação da posição

Após a inserção do pessário gestante, é fundamental verificar se ele está devidamente posicionado. Se necessário, faça um leve movimento circular com o dedo para garantir que o dispositivo esteja corretamente encaixado no colo do útero.

Observações importantes:

  • É indispensável seguir as orientações médicas para a correta utilização do pessário gestante.
  • Caso sinta desconforto durante ou após a colocação do pessário, entre em contato com seu médico imediatamente.
  • O pessário gestante deve ser removido somente sob orientação médica.

Lembre-se, o pessário gestante é um dispositivo médico e, portanto, seu uso deve ser acompanhado e supervisionado por um profissional de saúde especializado.

Seguindo corretamente essas instruções, você estará apto a realizar a colocação do pessário gestante de forma segura e eficaz. Em caso de dúvidas ou dificuldades, não hesite em entrar em contato com seu médico.

 

Qual o valor para colocar um pessário?

Quando se trata da colocação de um pessário durante a gravidez, o valor pode variar dependendo de diversos fatores. É importante lembrar que apenas um profissional de saúde especializado, como um ginecologista ou obstetra, poderá fornecer um valor exato com base no seu caso específico.

Fatores que influenciam o valor:

  • Tipo de pessário: Existem diferentes tipos de pessários disponíveis no mercado, cada um com suas próprias características e materiais. Alguns podem ser mais caros do que outros.
  • Localização: O valor também pode variar de acordo com a região geográfica e a clínica em que o procedimento será realizado. Clínicas localizadas em áreas metropolitanas tendem a ter preços mais altos do que clínicas em áreas rurais.
  • Profissional de saúde: A experiência e a reputação do profissional de saúde que realizará o procedimento também podem influenciar no valor.
Leia também  Filmes sobre gravidez na adolescência

Importância de consultar um médico:

É fundamental fazer uma consulta com um médico especializado antes de decidir pela colocação de um pessário. Durante a consulta, o profissional avaliará sua condição de saúde, discutirá os benefícios e riscos do procedimento e poderá fornecer informações mais precisas sobre o valor.

É importante ressaltar que o valor para colocar um pessário pode variar e é necessário consultar um profissional de saúde para obter informações precisas sobre o custo do procedimento.

 

O Que É Pessário Na Gravidez – Conclusão

Em resumo, o pessário na gravidez é um dispositivo utilizado para auxiliar no tratamento de algumas complicações durante a gestação, como o prolapso uterino. Ele ajuda a sustentar o colo do útero e a manter a gravidez, proporcionando o suporte necessário. Embora seja uma opção viável em determinados casos, é importante ressaltar que seu uso deve ser indicado e acompanhado por um profissional de saúde. Portanto, é fundamental consultar um obstetra para avaliar a necessidade e a segurança dessa intervenção durante a gestação.

Perguntas Frequentes (FAQ):

O que é um pessário na gravidez e para que serve?

Um pessário na gravidez é um dispositivo de silicone ou plástico inserido na vagina para sustentar o colo do útero e prevenir o parto prematuro.

Quais são os tipos de pessário utilizados durante a gravidez?

  • Os principais tipos de pessário utilizados durante a gravidez são o anel e o cubo.

Quais são as indicações médicas para o uso de um pessário na gravidez?

  • Indicações médicas para o uso de um pessário na gravidez:
  • Problemas de colo do útero, como insuficiência cervical ou incompetência istmo-cervical.
  • Risco de parto prematuro, especialmente em gestações múltiplas.
  • Posição anormal do feto, como apresentação pélvica.
  • Desconforto ou dor pélvica.

Como é feita a colocação e remoção do pessário durante a gravidez?

Durante a gravidez, a colocação e remoção do pessário são realizadas por um profissional de saúde, geralmente um obstetra. O pessário é inserido na vagina e posicionado próximo ao colo do útero, com o objetivo de oferecer suporte e prevenir possíveis complicações, como o parto prematuro. A remoção do pessário é feita pelo profissional de saúde quando necessário, como no momento do parto.

Quais são os possíveis efeitos colaterais ou complicações associados ao uso de um pessário na gravidez?

  • Desconforto ou dor
  • Infecções vaginais
  • Lesões na vagina ou colo do útero
  • Deslocamento ou queda do pessário
  • Irregularidades no ciclo menstrual

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *